crianças

A primeira visita de seu filho ao dentista para crianças


Porque eu deveria levar meu filho ao dentista para crianças? Os dentes de leite vão cair mesmo!

Os dentes de leite são muito importantes. Se estiverem fortes e saudáveis, ajudarão sua criança a mastigar alimentos mais facilmente, possibilitarão uma fala mais clara e correta, farão com que tenham boa aparência.

A saúde geral e o bom desenvolvimento da criança serão afetados se ela tiver dentes quebrados, com cáries extensas e abscessos.

Se um dente decíduo for perdido precocemente, sua criança poderá precisar de um mantenedor de espaço, até a erupção (nascimento) do dente permanente. Sem esse recurso, o dente vizinho pode inclinar-se ou migrar-se para o espaço vazio, tomando o espaço do permanente.O tratamento corretivo seria muito mais demorado e caro.

Qual seria a idade ideal para a primeira visita de meu filho ao dentista para crianças?

O ideal é receber a mãe gestante e orientá-la previamente a cuidar da higiene bucal do bebê nos 3 primeiros meses de vida, esclarecer dúvidas comuns e desmistificar posturas incorretas, em desuso.

Ao redor de três meses a mãe já acostumada com o novo membro da família, tem mais facilidade em trazê-lo ao consultório, quando então passaremos a auxiliá-la de uma forma prática, verificando o que a família está ou não conseguindo realizar em casa.

Os pais serão orientados em relação à erupção dos primeiros dentes, hábitos de higiene, características e necessidades dos três primeiros anos do bebê.

Qual é a freqüência ideal para retorno ao consultório?

Não há uma regra estabelecida, variando conforme o caso.

A frequência das visitas dependerá dos hábitos alimentares, de higiene e da saúde geral da criança.

Trazendo seu filho regularmente ao dentista, você evitará surpresas e viverá sem sobressaltos a oportunidade de criar uma criança sadia. Tratamentos preventivos como aplicações de flúor, selantes, treinamentos de escovação, vídeos, modelos educativos são mais rápidos, agradáveis e menos dispendiosos que restaurações, coroas e outros tratamentos que seu filho precisará se seus dentes forem negligenciados.

Há um período ideal do dia para a consulta?

Em se tratando de um consultório voltado para a criança, ela infalivelmente se sentirá à vontade, podendo vir até a dormir nas consultas, se for o período de descanso regular . Poderá dormir por estar cansada, por ter acordado cedo, e principalmente, porque se sente totalmente à vontade, tranquila e segura.

O que acontecerá durante a primeira visita de meu filho ao dentista para crianças?

Há variações de acordo com a idade. No caso de bebês, o ideal é a companhia dos pais, ou da mãe e babá. Fornecerão as característica do bebê, desde a gestação até o momento atual, e a criança será examinada.
No caso de crianças mais velhas, brincarão (não deixe de ver as fotos abaixo e na sessão odontopediatria) enquanto a mãe conversa com a profissional e esclarece suas dúvidas.
Poderão ser tomadas radiografias para avaliar o desenvolvimento e pesquisar cáries ocultas entre os dentes ou o resultado de traumatismo que tenha ocorrido.
O planejamento do tratamento, o número de seções, bem como o orçamento é realizado então. Nesta primeira visita, e a cada retorno, as fases da vida da criança vão sendo pontuadas, e sinalizadas as melhores maneiras de conseguir bons resultados, segundo as características de temperamento e faixa etária.

O que eu deveria dizer para meu filho a consulta?

Diga que a dentista é uma pessoa “que deseja que seus dentinhos permaneçam bem limpinhos e branquinhos, sem bichinhos. O consultório é um lugar para ele, bem gostoso, onde só vão criancinhas. Lá, todos se divertem, brincam e limpam os dentinhos. Todos são felizes.
” Fale com uma linguagem apropriada e positiva.
“A sua dentista é diferente da que trata a mamãe. Ela só trata de criancinhas.” Assim ela se sentirá mais à vontade, mais tranquila. “Lá, tudo é diferente e gostoso. Ela vai te contar direitinho o que for fazer”.
Sua segurança será reconhecida e imitada pela criança.

Algumas dicas para ajudÁ-lo na primeira visita


  • Não troque o tratamento por presentes (ele precisa e merece o tratamento dentário, que será o mais agradável possível).
  • Não use o tratamento como punição ( “Se você não se comportar eu te levo ao dentista”);
  • Não deixe que seu filho saiba que você sente medo de dentista (a experiência dele certamente será melhor que a sua);
  • Não deixe que contem estórias amedrontadoras a respeito de procedimentos em dentistas (se possível!);
  • Não pergunte ansiosamente ao final da seção, se ele tomou anestesia ou se doeu muito. (Aqui não tem anestesia, só formiguinha, e nada dói);
  • Não diga que matará a dentista “se ela te judiar” (dentista não maltrata criancinha, só deixa os dentinhos limpos e fortes);
  • Deixe que seu filho conheça o espaço da sala de atendimento sem sua presença, se ele assim o quiser. Se ele sentir sua falta, solicitaremos prontamente sua presença;
  • Seja um bom exemplo, usando regularmente escova e fio dental, visitando regularmente seu dentista.

Conheça a proposta da Clinica Amai. E visite-nos!

Clique nas imagens para ampliar:
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
 

Criado e produzido por: Amótica, mídias interavtivas