@ Hope Agencia

Atenção aos Primeiros Dentes Permanentes das Crianças

Os pais normalmente não percebem quando “nascem” os primeiros molares permanentes de seus filhos. Como a criança não tem habilidade perfeita para escovar, e muitas vezes não demonstra sintomas, é comum o primeiro molar permanente passar despercebido e cariar nos primeiros seis meses após a erupção.

Para evitarmos esse quadro, leia sobre alguns alertas:

  • Os primeiros molares permanentes erupcionam em torno dos seis anos de idade;

  • Esteja atento, pois pode haver uma variação de até dois anos no nascimento dos dentes. O mais comum é o nascimento precoce ou tardio com uma variação de um ano;

  • Os primeiros molares permanentes não ocuparão o espaço de outro dente existente, o que significa que não “cairá” um dente para ceder seu lugar para ele;

  • Ele “aparece” atrás do último molar “de leite”;

  • Algumas crianças se queixam de dor localizada na região, têm febre, diarreia e mudanças de humor e sono nesta época. Deve-se conferir a causa dos sintomas com o médico pediatra e caso não se encontre uma causa, leve em consideração a erupção do dente permanente.

Cuidados com o dente permanente:

  • É comum ocorrerem manchas brancas ou má- formação no esmalte, por isso, se a erupção for acompanhada por um dentista para crianças regularmente,  o problema será solucionado rapidamente;

  • O dente que acaba de erupcionar é como um bebê que precisa de cuidados especiais: verifique com o odontopediatra que tipo de orientação ou recurso seu filho mais necessita.

  • Nada acontece por acaso: bons dentes permanentes consegue-se com cuidados na primeira dentição, pois assim haverá uma chance bem maior de dentes saudáveis.

Aproveite para saber mais sobre esta fase do desenvolvimento infantil, pois a Antroposofia tem um mundo encantado ao seu alcance. Nunca relaxe nos cuidados dos dentes dos nossos pequenos e boa sorte!

Dra. Carmem