• Dra. Carmem

A informação levou a cura no caso da Eduarda e mamãe Daniele


Publico este relato, em consideração às crianças pequenas, com problemas dentários. Precisamos acabar com essa situação. Informação é a cura!

Boa noite, Drª Carmem,

Primeiro tenho que informar que a Sra. e a Carina estão em minhas orações de agradecimento de todos os dias, não tenho palavras para agradecer o sofrimento que vocês tiraram da minha filha. Ela voltou a ter uma vida de sorrisos.

Em nov/2013 minha filha Eduarda tropeçou na motoquinha dela e caiu de boca no chão, resultando em uma trinca no dente da frente. Imediatamente levei em uma dentista próxima de casa. Ela efetuou uma radiografia e me informou que não havia afetado a raiz e que como era dente de leite, a dor iria passar em alguns dias e logo viria o dente permanente (detalhe minha filha na época tinha 2 anos e 5 meses). Acreditei na profissional.

Passou um mês e minha filha com dor, não deixava escovar os dentes direito e alimentação diminuindo cada vez mais.

Chegaram as festas e fomos viajar em 30/12/2013. Estávamos em Mairinque/SP e no condomínio tem um parquinho (balanças, escorregadores, gangorra , etc) e eu sempre em cima dela, só que o pior aconteceu….bateu a boca na gangorra e a trinca do dente virou um pedaço de dente pindurado.

O desespero tomou conta…. Achei um dentista em Sorocaba e no dia ele me atendeu. Examinou e disse que teria que anestesiar e acabar de quebrar o dente, assim a dor iria embora. Ele não se preocupou em nenhum momento no trauma que iria incluir na vida da minha filha, não conversou com ela…nada, somente mandou eu e minha mãe segurar e iniciou o procedimento. Quando terminou, informou que não tinha mais nada a fazer, não precisava de canal…nada….era um dente de leite e logo iria cair….

Chegou 2014 e minha filha abatida, sem se alimentar, não deixava escovar os dentes e pela época de FÉRIAS…..eu não conseguia encontrar nenhum dentista trabalhando. Em uma conversa informal me informaram uma dentista-pediatra sabe tudo e tem o maior cuidado com as crianças, na hora liguei e marquei uma consulta com urgência. Cheguei no consultório com minha filha já choramingando e quando entrei na sala, era igual a qualquer outro consultório (veja mais neste vídeo sobre Comportamento Infantil no Consultório), conversou um pouquinho com ela, deu uma olhada e me informou que só tomaria uma decisão do que fazer depois de uma PANORÂMICA. O que????? Fiquei muito surpresa, para dizer pouco. Minha filha traumatizada, com dor, com 2 aninhos e 7 meses e a profissional iria decidir somente no dia que eu levasse a radiografia. E se ela não conseguisse ficar quieta para fazer a tal radiografia? Me desesperei, abriu um buraco no chão, na minha frente…

Entrei na internet , site do GOOGLE e este me trouxe a CLINICA AMAI, clinica dentária infantil, somente para crianças; liguei e falei com a Carina que na hora me informou que minha filha com certeza estaria com muita dor e ela conseguiria um horário para o outro dia, eu poderia ir ao consultório e com certeza iríamos realizar o procedimento, um canal, uma extração…qualquer coisa que fosse necessário, e minha filha voltaria a ter uma vida normal, sem dor e com muitos sorrisos.

E assim aconteceu. Ela chegou a dormir durante o procedimento. Quantas vezes pensei o porquê de eu ter tido que passar por tudo o que passei, mesmo tendo batido em tantas portas.

Por isso, resolvi escrever este relato, para que mais famílias não passem pelo sofrimento que passamos. Dentes de leite, mesmo em crianças pequenas, precisam de tratamento. É só encontrar quem trate.

Muito obrigada,

Logo, logo estaremos aí para fazer uma visita.

Fiquem com Deus,

Bjão,

0 visualização

@ Hope Agencia