• Dra. Carmem

Alternativas aos antibióticos nos tratamentos de doenças bucais em crianças

Atualizado: 11 de Set de 2019


É muito freqüente recebermos pacientes com vários tipos de problemas bucais, cujos pais estão descontentes com o uso e com os resultados dos medicamentos alopáticos, por vários motivos. Independentemente da propriedade da prescrição (leia mais no artigo do Dr. Moises sobre estomatite, bem como os comentários), o que escuto é que a criança está há muito tempo com o apetite e sono alterados, ainda chora e reclama muito de dor, ainda tem febre e está muito irritada.

Hoje todos sabem que a prescrição de antibióticos só deve ser a opção em casos imprescindíveis, pois seus efeitos têm longa repercussão no organismo, que leva até dois anos para recuperar-se de seu uso.

Muitas vezes, até médicos homeopatas ou antroposóficos ficam receosos frente a quadros tão envolventes e que levam o bebê ou criança jovem a um sofrimento tão prolongado, como é o caso das estomatites, gengivites generalizadas, sangramentos, abscessos dentários e lesões bucais.

Pergunta muito freqüente também é sobre “qual” medicamento dar para a criança, nesses casos.


Então, as duas coisas respondidas logo de cara:

  • Os medicamentos antroposóficos (leia mais) e homeopáticos são muito eficientes para esses tipos de problemas de saúde muito comuns em crianças jovens, pois ALIVIAM A DOR, RESTABELECEM O SONO E O APETITE, DIMINUEM CONSEQUENTEMENTE A IRRITABILIDADE, ACABAM COM OS SANGRAMENTOS E SOLUCIONAM OS CASOS RAPIDAMENTE.

  • Não há um medicamento único para qualquer manifestação mencionada, pois a natureza da doença, bem como a de seu portador está sujeita a uma série imensa de variações.

Aqui, então vale na seqüência observar: esse tipo de abordagem do paciente não depende da crença, de ter fé: é eficiente para qualquer um, mesmo os incrédulos e ateus. Se você já tentou alguma vez e achou que o resultado não foi bom, tente novamente, em outra situação com outro profissional: pode surpreender-se.

E para finalizar: quanto antes o caso for orientado e medicado, menor o sofrimento para todos.

Boa sorte!!

Doutora Carmem Silvia

TAGGED UNDER:ANTROPOSOFIA, CRIANÇAS, ESTOMATITE, GENGIVITE, MEDICAÇÃO ANTROPOSÓFICA, ODONTOPEDIATRIA, PREVENÇÃO

0 visualização

@ Hope Agencia