• Dra. Carmem

As conquistas da Mamãe Berta e do Lucas


Meu nome é Berta sou mãe do Lucas que tem 3 anos e 6 meses. Amamentei até os 2 anos e 7 meses e mal conseguia fazê-lo escovar os dentes 2 vezes por dia, ele não queria, chorava, assim uma hora ou outra ia ficando sem escovar e foi onde as cáries foram chegando e resolvi leva-lo pela primeira vez num dentista.

Chegando lá, o Lucas muito assustado, com medo, começou a dar um show no consultório. Agitado não parava na cadeira, gritava muito, e a dentista sem limpar o dente, sem tirar a cárie, sem fazer nada, ja foi pegando a “massinha” branca para colocar no dente todo cariado. Eu ainda perguntei pra ela, se era correto fazer aquilo, se a cárie não iria continuar agindo por baixo daquela massinha, ela disse que não, que aquela ação já iria “matando” a cárie. Eu como sou leiga no assunto, confiei no que aquela profissional me disse.

Mas o tormento não demorou para aparecer… 2 meses depois estava meu filho chorando dizendo que o dentinho dele estava doendo (aquele mesmo dentinho). Fiquei desesperada, era de noite e eu ali com filhinho com a mão no rosto chorando de dor. Foi onde resolvi pesquisar na internet em busca de uma clinica especializada em crianças e encontrei a Clinica Amai.

Na primeira consulta com a Dra. Carmem pude ver a gravidade que se encontrava a boquinha do meu filho que tanto amo. O dentinho que outrora havia sido tratado apenas colocando a “massinha” em cima sem tirar a cárie ja havia chegado no canal… essa informação para mim foi como se o chão se abrisse aos meus pés.

Fiquei desesperada! Nunca tinha ouvido falar em canal de crianças com 3 anos, e meu filho estava passando por isso, não por falta de cuidado da nossa parte, (ou até uma parte sim na questão de uma escovação correta, com horários determinados), mas sim por negligenciar acreditando no que qualquer profissional te diz, sem ir pesquisar.

A primeira consulta onde o Lucas teria pela frente um canal é um dia que jamais vou esquecer… eu achava que não seria possível faze-lo parar na cadeira e muito menos dormir.

Mas com a técnica da Dra. Carmem e toda sua equipe fui acreditando que iria dar tudo certo e que era possível sim. Digo aos pais que é preciso ter foco, não se desesperar com o primeiro dia de tratamento do filho, e acreditar que ele irá se acostumar e no 2º dia já será mais tranquilo, e assim sucessivamente, por que é necessário que esse tratamento seja feito para evitar o pior lá na frente.

Parecia um sonho, vendo meu filho no 2º dia de tratamento dormindo na cadeira da dentista, e muito mais é poder ver ele hoje com a sua boquinha toda tratada, com os seus dentinhos todo branquinho e vê-lo feliz quando digo que vamos no dentista onde ele já vai me dizendo que presentinho vai querer na saída do tratamento dado pela doutora que como estímulo presenteia as crianças com um “mimo” ao final de cada seção, e o Lucas adora.

Só tenho a agradecer a Deus em primeiro lugar por ter aberto os meus olhos a esse respeito e me dado a oportunidade de conhecer a Clinica Amai, e agradecer de todo o meu coração a Dra. Carmem e toda sua equipe, que tratou com muito amor e carinho o nosso filhinho Lucas.

Deus abençoe vcs!

0 visualização

@ Hope Agencia