• Dra. Carmem

Gengivite em Crianças e Adolescentes

Atualizado: 9 de Set de 2019


Muitos pais me perguntam o que pode ser feito para que seus filhos fiquem cada vez mais saudáveis, sem gengivite, longe de pronto-atendimentos hospitalares e medicações freqüentes com antibióticos.

Para responder devemos ter em mente que uma boca com higiene precária, pode debilitar a criança, que passa a comer menos e usar as defesas de seu organismo contra as bactérias que se formam na placa bacteriana dos dentes que não é removida com a escovação.

Um dos problemas que mais contribui para o quadro ao lado é  a falta de informações e cuidados adequados. Vamos conhecer um pouco mais sobre essa doença que pode estar afligindo seu filho.

Causas da Gengivite

A gengivite acontece por causa da não remoção da placa bacteriana que se forma sobre os dentes, como um filme pegajoso, que se não for removido, irá provocar irritação ou inflamação das gengivas.

O processo pode tornar-se cada vez mais abrangente, com maior inchaço, sangramento cada vez mais abundante, dor, dificuldade de alimentar-se e mau hálito.

A falta de orientação adequada para uma higienização perfeita (veja esse vídeo sobre como fazer a limpeza dos dentes de sua criança), a não realização de profilaxia profissional e a falta de visitas periódicas ao Odontopediatra (Dentista de Crianças) podem piorar o quadro.

Como posso saber se meu filho tem Gengivite?

Você pode até não estar ciente do que está acontecendo na boca de seu filho, pois nem sempre os sinais são evidentes. Como a dor nem sempre está presente e a criança não consegue ser específica quanto ao mal estar que está sentindo, fique alerta aos sinais:

Gengivas avermelhadas, que sangram ao serem escovadas;Gengivas inchadas, que parecem se “destacar” dos dentes;Mal hálito persistente;Pus que se forma ao comprimir a gengiva ou visível espontaneamente.

Como prevenir a Gengivite?

De forma geral, podemos dar algumas dicas:

As visitas periódicas e exames clínicos realizados pelo Odontopediatra (Dentista de Crianças) são essenciais;Os exames clínicos de crianças devem ser feitos com a mesma acomodada no colo da mãe ou cadeira odontológica, sob a luz de um refletor;Os acessórios de higiene, as técnicas para que consiga bons resultados com a escovação, bem como o uso das pastas ou géis, soluções e enxaguatórios bucais, só podem ser orientados de maneira eficiente por quem consegue compreender as características de sua família, e de seu filho, respeitando a sua individualidade;A erupção de novos dentes, aliada à falta de higiene adequada, pode propiciar a gengivite em crianças. Portanto, aprenda como fazer a limpeza de forma correta, e solicite medicamentos Antroposóficos ou Homeopáticos para acompanhar essa fase de transição;A falta de uso do fio dental, propicia a introdução de alimentos cada vez mais fundo dentro da gengiva entre os dentes, com a inflamação das gengivas. Portanto, use o fio dental em seu filho, até que ele seja treinado e adquira habilidade para isso;Evite dor e desconforto, acompanhando de perto a saúde bucal de sua criança;E para finalizar a mais importante delas: faça visitas periódicas ao Odontopediatra (Dentista de Crianças).

;Não deixe de assistir ao vídeo: Gengivite em Crianças e Bebês com a Dra. Carmem Silvia da Clínica Amai



36 visualizações

@ Hope Agencia