Acesse a Área Exclusiva dos Pacientes Amai

Higiene Bucal do Bebê

Publicado em: 02/02/2012

Última atualização em: 07/02/2012

Categorias: Educação, Odontopediatria, Prevenção

Autor: Doutora Carmem

Higiene bucal do bebê – Todas as informações que vamos passar neste artigo, de forma nenhuma substituem uma consulta preventiva para bebês. Trata-se de um roteiro básico de sugestões, que devem ser complementadas por exame clínico e planejamento.

Leia mais sobre a importância e o que acontece em uma primeira consulta de um bebê a um odontopediatra.

Para complementar, leia também sobre a dentição de leite, artigo muito completo, com um vídeo muito interessante.

Selecionamos as dúvidas mais frequentes sobre higiene bucal do bebê:

Quando a mamãe deve começar a cuidar da higiene bucal do bebê?

Escovas mastigadas

Antes da higiene bucal efetivamente iniciar-se, devemos estimular as gengivas (rebordo gengival) do bebê, mesmo que não tenha dentes ainda. Essa primeira fase visa, além da higiene, criar um bom relacionamento com o bebê. Será um treinamento que vai habituá-lo com objetos ( dedeira, escova, gaze umedecida em água) sendo introduzidos em sua boca num clima de proximidade e carinho.

Na fase de aleitamento, é preciso remover restos de leite  das comissuras (canto dos lábios)  e sobre a língua, uma vez ao dia. A língua é responsável pela auto limpeza da boquinha. As bactérias que provocam cárie e doenças gengivais só entrarão em ação após a erupção dos dentes, através da contaminação pelos adultos e outras crianças.

O bebê recém nascido se alimenta com muita freqüência, mas não precisamos fazer sua higiene  bucal  toda vez. Devemos  nos programar para passar  gaze ou fralda umedecida  uma vez ao dia, com água fervida. O tecido deve ser passado, em forma de estimulação suave pelo céu da boca, rebordos (sobre os quais  “nascerão” os dentinhos), língua e debaixo da mesma.

O gel dental sem flúor deve ser usado em crianças que não sabem cuspir, após a erupção dos dentes.

A partir do nascimento dos dentinhos, é importante a utilização de uma escova com cerdas macias, próximas umas das outras, no tamanho adequado para a idade.

A troca da escova, depende do quanto a criança morde a  mesma durante a escovação e do fato de você permitir que ela fique brincando com a mesma.

Em média, ela deve ser trocada uma vez ao mês, se usada devidamente pelos responsáveis.

Quantas vezes ao dia deve-se fazer a higiene na boca do bebê? Quais os melhores horários?

Higiene bucal do bebê - frequência da higiene O bebê recém nascido deve ser higienizado uma vez ao dia, após um “programa” de estimulação da boquinha.

Em torno dos quatro ou seis meses de idade ou quando  o pediatra começar a orientar a diversificação da dieta, já podem ser realizadas duas higienizações ao dia , ainda sem pasta dental.

Em torno dos 4 a 5 meses, os bebês começam a ter coceira nas gengivas, por causa da erupção dos dentes que está prestes a ocorrer (em torno dos 6 meses de idade).

Neste período é interessante uso de dedeiras massageadoras  para a higiene e alívio do bebê.

Com a erupção dos dentes, introduz-se a escova dental, bem como, em minha opinião,  a pasta dental sem flúor.

No período de amamentação, quais são os cuidados com a higiene bucal do bebê?

Várias são as opiniões e desejos  quanto ao período em que se vai manter o aleitamento materno.

Leia mais sobre amamentação e desmame no blog: http://www.desmameconsciente.com.br/

Independente de quanto  tempo que você resolva amamentar, é importante fazermos algumas ressalvas.

Quando os dentes erupcionam e a criança adquire mais autonomia no andar, mais presença no mundo, refinamento dos movimentos, mais gasto de energia,  a própria natureza está indicando a necessidade  de uma elaboração diferente da dieta do bebê.

Seguir as orientações do pediatra  e de uma nutricionista quanto à alimentação é fundamental.

Leia aqui, algumas dicas:

Alimentação infantil é coisa muito séria

Desmame e alimentação do bebê no primeiro ano de vida

Amamentar – muito além de nutrir

Muitas vezes a mãe, por sentir-se culpada pela ausência provocada pelo trabalho, acaba amamentando durante a noite.

A amamentação noturna é um hábito difícil de ser mudado e seus efeitos trabalhosos para  serem contornados.

Após a amamentação ou mamadeira noturna, a boca do bebê deve ser sempre higienizada com gaze ou fralda em água.Normalmente ele adormece após a mamada, o que dificulta o trabalho.  Mesmo assim não desista!

A cárie é transmissível?

Dentes cariados de uma criança - as cáries em bebês tem uma evolução muita rápida e são de difícil solução

As crianças não nascem com os microorganismos que provocam a cárie. Esses são transmitidos pela saliva através do beijo na boca, assoprar o alimento e comer do mesmo sanduíche ou talher.

A criança é mais susceptível à contaminação até os três anos de idade. A partir de então, seu sistema imunológico encontra-se mais fortalecido e as chances de contaminação diminuem.

Leia mais sobre o tema cárie em crianças.

As cáries em bebês têm uma evolução muito rápida e são de difícil solução.
 
 

Quais os benefícios da amamentação sobre  a saúde bucal da criança?

O bebê nasce com a mandíbula (o queixinho) retruído (para trás).

O esforço que faz com a amamentação é um exercício necessário para que haja um desenvolvimento ósseo, e pela primeira vez a mandíbula se posicione mais anteriormente.

Além disso, um fator muito importante para a  saúde bucal, é a manutenção da imunidade do bebê.

Um bebê saudável, tem menos chance de respirar pela boca, menor aderência da placa bacteriana, melhor funcionamento do aparelho digestivo e sono revitalizante.

Sobre aleitamento materno, confira sem falta:

Evitando problemas durante a amamentação

É correto dar mordedor para os bebês coçarem as gengivas? Por quê?

Higiene bucal - mordedores acabam sendo substituídos por outros objetos ou pelos dedos

Os mordedores acabam sendo muitas vezes abandonados,  pois os bebês selecionam objetos que acabam substituindo os mordedores.

De toda maneira, saiba que caso opte por tentar introduzi-los, eles devem ter formato arredondado para não  provocarem acidentes. A estimulação com dedeiras durante o banho e troca de fraldas pode trazer alívio e prazer.

Muitas vezes a criança acaba colocando os dedinhos na boca, na tentativa de aliviar a coceira.

As mamadeiras são prejudiciais à higiene do bebê? Quais cuidados a mamãe deve ter?

higiene bucal - as mamadeiras são prejudiciais à higiene do bebê?

Muitas vezes, por mais que a mãe tente, não consegue passar seu bebê direto do seio para a comida.

Embora busquemos todas as orientações e incentivos ao aleitamento materno até a fase da introdução dos alimentos , é preciso ter benevolência com as mães que não conseguem ou  não podem.

Confira mais sobre a introdução de alimentos.

O uso das mamadeiras poderia ser evitado se tivéssemos  determinação e tempo de alimentar os bebês que não são amamentados até a introdução de  alimentos,  com copinhos pequeninos com o leite materno. Assim é feito nas  maternidades quando o bebê não consegue  ser amamentado. Como na maioria das vezes, esta atitude é inviável, as mamadeiras tornam-se o recurso mais usado.

Os cuidados com tamanho de bico, material (de preferência de silicone , os transparentes), formato e tamanho do furo, são pertinentes.

Leia os detalhes sobre o uso da mamadeira.

Quando devo levar a criança pela primeira vez ao dentista?

Higiene bucal - Quando deve ser a primeira consulta do bebê no dentista

A primeira visita deve ser com a mãe gestante, que recebe as orientações para toda a infância desde já. Só podemos tomar boas decisões a partir de informações seguras. Este é o melhor momento para planejar o futuro saudável e feliz da família.

Saiba mais sobre quando se deve levar seu bebê para a primeira consulta ao dentista.

 
 
 
 
 
 

Veja o vídeo abaixo sobre como fazer a limpeza da boca do bebê

Imagem de Amostra do You Tube

O bebê acostumado com o consultório, sabe que esse é o seu castelo! E você é responsável por gerar este mundo!

Criança ambientada no consultório, sente-se em seu castelo

Desfrute com calma dessas informações, e em caso de dúvida, deixe sua mensagem!

Bom proveito!

Dra. Carmem Silvia

Veja também os temas:

6 Comentários:

  1. NUBIA STEFANI DE MORAES disse:

    bom dia!!! doutora minha bebé tem 1ano e 7 meses..ela ta com dentinhos amareledos,,,o eu faço me orienta eu,,,,ta ficando feio,,,,,,,,dentista falou pq ela mama peito é verdade…..dizem q o leite materno dizem q bom pra saude da criança…ele disse tira ela do peito,,,

  2. Anderson freire disse:

    Faço mestrado em odontopediatria na SLMandic em Campinas/SP,gostei de
    tudo o que li(ainda pretendo ler mais,falta-me tempo,mas…),creio que
    a contribuição de vocês para a odontopediatria é de muita valia,escla-recedora e de fácil entendimento.
    Quando eu terminar de ler mais,quero trocar informações,ok?
    Abçs MIL.
    Anderson freire – Rio de Janeiro-RJ 21 92458826

  3. Ana Luisa Casas disse:

    Olá Dra. Carmen,
    Também sou dentista e, estou tendo muita dificuldade em manter as restaurações de meus pacientes de odontopediatria, com tanta experiência, vc poderia me dar umas dicas?
    Estou fazendo profilaxia e aplicação de verniz de flúor antes de restaurar… Mas, mesmo assim estas ainda estão caindo!
    Obrigada desde já,
    Att,
    Ana Luisa Casas

Deixe o seu Comentário

Clínica Amai: Fone: (11) 3284 5162 • contato@clinicaamai.com.br
R Itapeva, nº 500 - cj. 7A • São Paulo - Próx. a Avenida Paulista (mapa)